La Nuit a Dévoré le Monde, de Dominique Rocher
Com  Anders Danielsen LieGolshifteh FarahaniDenis Lavant

Vamos combinar que esse titulo é um dos melhores dos últimos tempos ‘’ A Noite que Devorou o Mundo’’, ainda mais se tratando do gênero em questão, o tão sonhado por muitos, Apocalipse Zumbi.

Dirigido por ‘’Dominique Rocher’’ e exibido no festival Varilux de Cinema Francês, ‘’La Nuit a Dévoré Le Monde’’ conta a peculiar historia de Sam, um introvertido rapaz, que após uma noite de farra e muita bebida, acorda sozinho em seu apartamento e descobre que Paris está infestada de Zumbis famintos. Em se tratando desse gênero, eu, particularmente, gosto dessa premissa, onde as convenções básicas são ignoradas, até porque o roteiro vai pelo caminho, muito acertado, de que o expectador já esta ‘’careca’’ de saber tudo que acontece em filmes de zumbis, principalmente se tratando dos protagonistas.

Porém, já de cara, o diretor acerta na questão de como ele conduz o filme, não se trata aqui de dar explicações porque isso aconteceu, mas de como o personagem vai sobreviver, já que nem ele sabe se existe alguém vivo para contar a historia ou ajudar. Optando por planos mais parados, andando na contramão do gênero, o filme vai te mostrando toda sutileza, apesar da insanidade obvia, de como tentar sobreviver nesse ambiente.

O filme tenta flertar, e acho super valido, com questões que estão acontecendo na Europa nos dias atuais, porém fica difícil achar coerência, dado a narrativa um tanto arrastada. Outro ponto negativo é que o personagem atua praticamente sozinho o filme inteiro e mesmo assim não sentimos nada por ele, não temos nenhum background que nos aproxime dele muito menos de outros personagens. Vocês me permitem citar mais um ponto negativo? Os nosso queridos algozes são tão morosos, quase que inofensivos e mais, não esboçam nenhum som, juro que tentei gostar, mas com esse predicados fica difícil!!!!!

A Noite que Devorou o Mundo tenta ser um peixe fora d’água nesse já batido gênero de apocalipse zumbi, em alguns momentos, principalmente no 1º ato, até funciona, mas com um roteiro confuso em suas decisões, deixa o resultado bem meia boca.

Anúncios