patreon_mensagem-600x265 Iron Fist: Season 2

Com Finn Jones, Jessica Henwick, Tom Pelphrey, Sacha Dhawan e Alice Eve.

Considerada a ovelha negra entres as adaptações dos heróis da Marvel produzidas pelo Netflix, à série do Punho de Ferro volta em sua segunda temporada com a intenção de tirar o gosto ruim deixado pelo seu primeiro ano.

Depois de encontrarmos uma melhor representação de Danny Rand (Finn Jones) nas séries dos Defensores e na segunda temporada de Luke Cage, vemos o herói tentando cumprir sua promessa a Matt Murdock e lutando para proteger a cidade de Nova York, mais especificamente o bairro de Chinatown, da crescente rivalidade das gangues locais.

Além disso, Danny precisa balancear seu lado vigilante com seu relacionamento com Collen Wing (Jessica Henwick), que após os eventos de “Os Defensores” resolveu aposentar sua katana e fechar seu dojô. A tranquilidade do casal acaba quando Davos (Sacha Dhawan), o irmão adotivo de Danny da cidade de K’un Lun retorna a Nova York junto com Joy Meachum (Jessica Stroup) para juntos roubarem o poder do Punho de Ferro.

Com Raven Metzner assumindo a posição de showrunner após a demissão de Scott Buck e uma escolha de reduzir o número de episódios de treze para dez nessa temporada, o segundo ano série realmente conseguiu trazer uma redenção ao personagem. Metzner trouxe escolhas narrativas promissoras para a série, novos personagens interessantes como a misteriosa Mary Walker (Alice Eve) e Misty Knight (Simone Missick) que vem diretamente de Luke Cage, além de trazer o diretor de coreográfica de ação de Pantera Negra, melhorando muito as sequências de luta na série.

Sem dúvida os melhores momentos ficam novamente com a personagem de Collen, que além de ir gradativamente assumindo um maior protagonismo na história, possui um dos melhores arcos de desenvolvimento nessa temporada. Isso sem contar em sua parceria com Misty Knight, trazendo as telas uma breve adaptação das Filhas do Dragão, quadrinho protagonizado pelas duas heroínas.

Com tudo o elo mais fraco ainda fica com o protagonista Danny Rand, já acompanhamos o personagem há algum tempo agora e ainda fica evidente a sua falta de evolução. O herói ainda se encontra estagnado no mesmo ponto em que o encontramos na primeira temporada, tentando entender o seu legado e sua importância como o Punho de Ferro, buscando as resoluções dos problemas a partir de atitudes impulsivas e inconsequentes. O problema não está na interpretação do Jones, que até consegue trazer certo carisma ao personagem, mas sim na maneira que os roteiristas escolhem lidar com o herói.

Assim começando a encontrar um rumo para as aventuras do imortal Punho de Ferro e apresentando um poderoso gancho para a próxima temporada, ficamos aqui com a expectativa de uma terceira temporada do herói e que a evolução em sua produção só continue.

Renato Maciel

btn_donateCC_LG

Anúncios