Pokémon: Detetive Pikachu

patreon_mensagem-600x265
2019. Detective Pikachu. De Rob Letterman. Com Justice Smith, Kathryn Newton, Rita Ora, Omar Chaparro, Ken Watanabe, Bill Nighy e a voz de Ryan Reynolds.

Quando somos crianças vivemos em um mundo completamente diferente em que tudo parece possível e mágico, como seres especiais com poderes, mundos diferentes, magia e tantos outros universos. Infelizmente, a necessidade de conformidade com o mundo adulto faz com que nos distanciemos desse mundo e assim perdemos o contato com uma parte importante de nós, mas, curiosamente, muito resiste em afeto e apreço por personagens e produtos que habitaram essa fase da vida.

Filmes como Pokémon: Detetive Pikachu materializam aquilo que só parecia possível na infância, misturando esses seres míticos e tão queridos com a realidade. Sua existência já é uma espécie de catarse daquela infância as vezes prolongada, tão comum em algumas gerações. O grande mérito do filme talvez seja esse, a concretização do que talvez tenha sido um sonho de tantos fãs, ver esses personagens ganharem vida e andarem pelo mundo em meio aos humanos. Então, talvez, só o fato de ter sido bem feito e de maneira atenta aos detalhes, já justifique a existência do filme.

Simplesmente gostar de algo não garante uma experiência cinematográfica satisfatória, porém, provavelmente, aqueles dispostos a embarcar em uma aventura guiada pelo nome Pokémon não esperam um filme profundo que vai mudar suas vidas. E isso talvez torne a experiência mais agradável, já que a expectativa poderia colocar tudo a perder.

 O filme é uma explosão de fofura e até aqueles que não são fãs e não acompanharam as aventuras dos Pokémon vão se encantar pelos seres fofinhos e divertidos que dividem de forma orgânica a vida com os humanos, em uma cidade chamada Ryme City idealizada por Howard Clifford, vivido pelo excelente Bill Nighy. É extremamente interessante ver os Pokémons soltos pelo mundo e as reações dos fãs deixam claro que eles agradam, mas essa escolha deixou de fora alguns dos elementos mais esperados, como batalhas e capturas, que aparecem muito timidamente durante a história.

Justice Smith é Tim Goodman e ele é o fio condutor que nos guia por esse universo, ao viajar para Ryme City, após a suposta morte de seu pai, mas é convencido por um Pikachu misteriosamente falante a investigar, já que o pequenino tem certeza de que Harry Goodman não está morto. O personagem é, como a maioria dos personagens humanos, péssimo e seus dilemas e motivações infantis beiram o irritante. O que não parece “mérito” da atuação, mas do roteiro e da direção que optaram por um tom extremamente desagradável para esse e outros personagens. O filme é extremamente irregular, com um roteiro fraco que segue caminhos extremamente questionáveis.

Os melhores personagens são, definitivamente, os pokémons, que roubam a cena, sendo responsáveis pelos melhores momentos do filme, com destaque para o Pikachu de Ryan Reynolds, com seu jeitinho inocente e fofo e seu curiosíssimo vício por café, para um Psyduck explorador e intenso e uma sequência com Mimey com a qual é impossível não rir. Bill Nighy talvez seja o ponto fora da curva no que diz respeito as atuações e seu personagem é de longe o melhorzinho, mas o seu desfecho, bobo, deixa clara a fragilidade do roteiro.

Detetive Pikachu talvez cumpra o seu papel de divertir e provavelmente vai agradar aos fãs, materializando o sonho de ver esses personagens ganhando vida. Mas deixa aquela sensação de que apesar de cumprir seu papel poderia ser muito melhor, já que, a essa altura, já sabemos que filmes do gênero não precisam ser bobos e simplesmente divertir, podem ser bons também.

Patricia Costa

Curta nossa página no Facebook, Youtube, Twitter e Instagram e participe! Deixe sua opinião sobre o filme neste post ou nos mande um e-mail dizendo se concorda ou discorda da gente, deixando sua sugestão ou crítica: contato@ratosdecinema.com.

catarse LOGO
Patreon_LOGO
Padrim_LOGO
Essa imagem tem um atributo alt vazio; o nome do arquivo é card-affinibox.jpg

Curta nossa página no Facebook, Youtube, Twitter e Instagram e participe! Deixe sua opinião sobre o filme neste post ou nos mande um e-mail dizendo se concorda ou discorda da gente, deixando sua sugestão ou crítica: contato@ratosdecinema.com.

Essa imagem tem um atributo alt vazio; o nome do arquivo é ratosdecinema