Oscar 2020: Curtas Live Action

Os curtas live action do Oscar 2020 são filmes muito bem realizados e em sua maioria são produções até simples, com poucas locações e atores, mas que têm sua força em suas histórias.

Brotherhood – Tunísia, Canada, Catar e Suécia

(Precisa ativar a legenda).

Esse drama mostra que mostra a relação de uma família Turca após o filho mais velho retornar da guerra na Síria com uma esposa misteriosa. Um filme de conflitos de crença e religião, onde erros do passado e a situação da esposa vão gerar caminhos sem volta. Pela temática, é um dos favoritos ao prêmio.

Nefta Football Club – França, Tunísia, Algéria

(Precisa ativar a legenda)

É a única comédia entre os indicados e narra a história de dois meninos que encontram no deserto um burro usando fones de ouvido e carregando vários pacotes com um pó branco. É uma premissa inusitada que mostra as consequências desse encontro. Os meninos são irmãos e têm uma diferença de idade não muito grande, mas que se torna maior na infância, o mais velho já tem consciência do conteúdo dos pacotes, enquanto o mais novo não faz idéia. Um filme agradável com um final surpreendentemente divertido.

Saria – Estados Unidos

Baseado em fatos reais, o filme mostra a triste realidade de um orfanato feminino na Guatemala, seguindo duas irmãs que sofrem abusos físicos e psicológicos, que se juntam a um grupo e montam um plano para tentar fugir daquele local. Em termos de produção é o maior filme entre os indicados, mas é também o mais problemático, as cenas de ação são ruins e nem todo o elenco convence. É uma triste história real e isso pode dar força entre os votantes, é um forte candidato.

The neighbors’ window – Estados Unidos  

(Precisa ativar a legenda)

Um drama muito bem realizado que conta a história de um casal com filhos pequenos que começam a repensar suas escolhas quando vêm um casal mais jovem se mudar para um apartamento do outro lado rua. É o tipo de obra que provoca reflexão. O filme tem belo roteiro, excelentes diálogos e um elenco muito bom.

Une souer – Bélgica

Um curta bem simples, com duas locações e três atores. Conta a história de uma mulher raptada por um homem que liga pro serviço de emergência da polícia e disfarçadamente, precisa pedir ajuda. Um curta tenso, mas que perde peso dramático devido as escolhas de seus realizadores.