Sonic – O Filme

(Sonic: The Hedgehog, 2020), de Jeff Fowler. Com Jim Carrey, James Marsden, Neal Mc Donough, Adam Pally, Tika Supter, Natasha Rothwell, Franc C. Turner e a voz de Ben Schwartz.

Falar de um personagem que fez parte de toda sua infância e adolescência Gamer, é muito fácil e, falo com muita propriedade sim, porque quando a Sega lançou Sonic em 1991 para o Sega Genesis, eu já era uma criança alucinada por este universo, aos onze anos de idade. Sonic foi meu personagem favorito por varias décadas na grandiosa batalha entre Sega x Nintendo. Os tempos foram passando e infelizmente a Sega foi deixando de lado seu mais importante personagem, lançando jogos muito ruins a partir do ano 2000, e deixando seu ícone mais importante um tanto quanto esquecido.

Abro essa resenha com este flashback, caros amigos leitores, pois quero que entendam a carga emocional que esse personagem tem sobre mim, e por isso a minha raiva incontida, quando em abril de 2019 o trailer de Sonic – O Filme foi lançado, e o resultado foi desastroso, absolutamente ridículo e me fez perguntar como a Sega teve a cara de pau de aprovar a caracterização pífia de seu principal ícone?

Mas felizmente o clamor da internet fez com que o filme que já estava pronto com orçamento de 95 milhões de dólares fosse adiado e submetesse nosso querido personagem a uma nova criação, mais baseada nos games e nas animações dos ano 90, e o resultado, aparentemente, estava ótimo.

Agora vamos lá, a pergunta que vocês estão esperando; E ai valeu a pena? Sonic – O Filme é bom?

SIM! É muito bom. O filme é uma aventura leve que abraça todas as idades de forma bem divertida. Me surpreendi em como sua origem é contada, sendo bem emocionante e curiosa ate para os fãs mais clássicos. Podemos acompanhar Sonic criança (coisa mais linda), cheio de energia e vivendo tranquilamente em uma dimensão paralela da terra com sua mãe adotiva, mas que luta com diversos vilões por ser muito diferente dos demais. A partir dai sua mãe o manda para terra para se proteger, acionando seus anéis que viram portais, e cai na pacata Green Hills (isso mesmo) nos EUA.

Sempre isolado e sozinho, Sonic fica às escondidas, onde o roteiro acertadamente dá tempo para conhecermos o personagem de Tom (James Marsden), policial tranquilo viciado em Donuts que tenta comandar uma cidade onde nada acontece. Interessante que nesse tempo também podemos nos familiarizar com sua esposa a veterinária Maddie (Tika Supter) e sua cunhada hilária.

Em dado momento de solidão, Sonic corre tanto que libera uma carga de energia imensa onde um grande apagão acontece e chama atenção do governo americano encarregando o Doutor Robotnick (Carrey) para investigar.

Com todos os personagens apresentados, Sonic – O Filme se transforma em uma ventura deliciosa de gato e rato com um Jim Carrey emulando seu auge nos anos 90. Seu Robotnik é ameaçador e ao mesmo tempo hilário. Com certeza não tinha ator melhor para esse papel. Nostálgico como tem que ser, excêntrico na medida certa, e com muita fisicalidade.

Essa dualidade nos personagens é muito boa para a dinâmica do filme ate porque Sonic já é um dos personagens mais carismáticos dos últimos tempos, dada sua linha de diálogos fáceis, leves e cheios de referencias a cultura pop, contrastando com a megalomania e insanidade de Robotnick.

Na parte técnica, o filme também vai bem. Seu roteiro é bem leve e inofensivo (não se esqueçam que não estamos vendo O Irlandês), mas que cumpre o seu papel. A direção fica a cargo de Jeff Fowler, que tem o filme sob controle, dosando bem o ritmo e aplicando cenas de ação bem interessantes. Com relação ao CGI, o personagem ficou bem melhor, apenas em alguns momentos de interação com humanos a coisa fica estranha, mas que não compromete a diversão.

Com bastante referencia ao universo do Game (inclusive a Super Mario Bros), Sonic – O Filme é surpreendentemente bom, dada toda a insanidade de seu primeiro trailer, e com DUAS cenas pós-credito, fica um gostinho de quero mais.

Marcelo Perelo

Deixe sua opinião sobre o filme neste post ou nos mande um e-mail dizendo se concorda ou discorda da gente, deixando sua sugestão ou crítica: contato@ratosdecinema.com.

Assine nosso canal e tenha benefícios exclusivos!

catarse LOGO
Patreon_LOGO

Além disso, não deixe de curtir nossa página no Facebook, Youtube, Twitter e Instagram e participar!