A Maldição do Espelho

(Pikovaya dama. Zazerkale, 2019), de Aleksandr Domogarov. Com Angelina Strechina, Daniil Izotov, Yan Alabushev e Darya Belousova.

Eu realmente gostaria de saber por que essas produções russas de terror como A Sereia, A Noiva e obviamente A Maldição do Espelho não chegam direto em home vídeo? Eu tento achar alguma explicação relevante, mas é impossível, dada a péssima qualidade dessas produções. Pelo menos farei um serviço de utilidade pública extremamente importante para que você, que me acompanha, não gaste seu suado dinheiro indo ao cinema ver este filme, já que eu fiz isso por você.

Existe um componente na maioria desses filmes que já de largada tira você completamente da historia; a dublagem. Isso mesmo. Muitas versões são dubladas em inglês e com legendadas em português, e se você não quer logo na primeira linha de diálogo já tomar raiva, veja legendado. A dublagem é risível demais!

A Maldição do Espelho é o segundo filme da série de filmes Rainha de Espadas, que obviamente ninguém viu e não tem relevância nenhuma você ir atrás. A trama é focada nos irmãos Olya (Angelina Strechina) e Artyom (Daniil Izotov). Depois que a mãe deles morre em um acidente, os irmãos são mandados para um colégio interno sediado em uma antiga mansão.

Ao Invés de estudar, Olya, Artyom e outros estudantes, preferem ficar brincando de esconde-esconde na escola e encontram um antigo espelho com marcas satânicas que serviria para invocar a lendária Rainha de Espadas, que concederia desejos a quem invocasse em troca da vida das pessoas que a invocaram. E adivinha o que a trupe faz? Invocam a criatura, claro, e obviamente começam a morrer. Palmas, Sensacional!!!!

Os personagens são todos os clichês que já conhecemos desde a época de Cabral; tem a patricinha, o valentão, a gordinha e o nerd que sabe tudo sobre a maldição, expert em símbolos satanistas, que vai falando tudo que estamos vendo na tela. Engraçado que os diálogos são tão expositivos que fiz um teste de alguns segundos fechando meus olhos e só escutando os diálogos, dava para saber exatamente onde estavam, o que iam fazer, e para onde estavam indo.

Outra coisa lamentável é a geografia do local e a falta de noção em se tratando de um colégio. Sempre todo escuro, parece que não tem luz em lugar nenhum nunca. E mais, os estudantes tem livre acesso à todos os cantos da escola em qualquer horário inclusive na madrugada. Inspetor, fiscalização? Pra que?

Com uma direção beirando o ridículo, o filme é lotado do que vou chamar de “Jump mirror scare“. A quantidade de sustos relacionados ao espelho são incontáveis e pra piorar nem a trilha alta ajuda nessas horas, já que a dublagem abafa o som ambiente. Tarefa difícil também é entender a motivação e as regras da Rainha de Espadas, já que um dos irmãos consegue ver e senti-la antes mesmo de achar o espelho. E outra, ela ataca ate quem não tem nada a ver com trama e não fez nenhum pedido, vai entender…

Enfim, A Maldição do Espelho é um filme lamentável que não merece sua atenção em nenhum aspecto e já desponta com louvor como pior filme de terror de 2020.

Marcelo Perelo

Deixe sua opinião sobre o filme neste post ou nos mande um e-mail dizendo se concorda ou discorda da gente, deixando sua sugestão ou crítica: contato@ratosdecinema.com.

Assine nosso canal e tenha benefícios exclusivos!

catarse LOGO
Patreon_LOGO

Além disso, não deixe de curtir nossa página no Facebook, Youtube, Twitter e Instagram e participar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s