Efeito Pigmaleão (Netflix)

(La Vie Scolaire, 2020) de Mehdi Idir e Grand Corps Malade. Com Zita Hanrot, Liam Pierron, Soufiane Guerrab e Moussa Mansaly.

O novo lançamento da Netflix traz o título brasileiro de Efeito Pigmaleão, nome dado em psicologia ao fenômeno em que quanto maiores as expectativas em relação a uma pessoa, melhor o seu desempenho. Apesar do título remeter a um dos temas do filme, ele não se explica dentro da narrativa. O título original é La Vie Scolaire, que significa “A Vida Escolar”.

O filme é realmente o que diz o título original; acompanhamos um ano letivo de uma escola pública em Saint-Denis, cidade próxima a Paris. É impressionante como devida algumas diferenças, os problemas são muito parecidos com os das escolas brasileiras.

Eu sou casado com uma professora de escola pública e já ouvi diversas histórias, algumas delas praticamente recriadas no filme. Ainda que a comparação estrutural não se justifique, os conflitos apresentados me parecem os mesmo das escolas brasileiras em maior ou menor grau e com algumas diferenças culturais, mas os conflitos escolares são muito similares.

Na trama acompanhamos Samia Zibra (Zita Hanrot), a recém chegada CE (Conselheira escolar, uma espécie de pedagoga) que vai comandar junto a direção a escola durante aquele ano, precisando coordenar funcionários, professores e alunos de diferentes origens e etnias, marginalizados na sociedade, e que tem na escola a única forma de mudarem de realidade, mesmo que eles não compreendam isso.

Escrito e dirigido pela dupla Mehdi Idir e Grand Corps Malade (ambos nascidos na cidade retratada no filme), o filme faz um retrato social da periferia francesa através da escola. Na mistura de raças, crenças, na violência, a presença das drogas, mas principalmente na falta de oportunidades. É inevitável se questionar o quão biográfico são algumas das experiências retratadas no filme.

Apesar dos temas, o filme traz elementos de comédia que ajudam a humanizar os personagens, sejam os alunos e toda a equipe da escola. Essa abordagem de mostrar os dois lados do sistema de ensino é essencial para fazer um recorte geral do sistema educacional, do dia-a-dia da escola, algo que não deveria, mas é realmente distante da realidade de quem convive fora dela.

O filme é eficiente ao retratar os conflitos dentro da sala de aula, o desrespeito com o professor, o desinteresse dos alunos e as diversas questões que o convívio social efervescente de um ambiente escolar.  

A produção trabalha diversos personagens, mas acerta ao trazer um aluno Yanis (Lian Pierron) como foco central do lado dos alunos e ao criar um drama similar ao da protagonista, cria uma laço que aproxima os dois e justifica a relação entre eles. Elemento este que é essencial para que possamos compreender o lado bom da relação escola/aluno e aqui sim, justificando o título nacional dado a produção.

Uma das armadilhas que os irmãos roteiristas escapam é o de tentar criar respostas para os problemas da escola, ou soar panfletário de mais. O filme se concentra em narrar aquela realidade, sem soar político, mas criando questionamentos contundentes a respeito dos rumos da educação na vida dos jovens.

O elenco do filme é formado por uma jovem safra de atores franceses, que com pouco material, conseguem compor personagens interessantes, com destaque para a dupla de protagonistas. Samia Zibra traz equilíbrio ao filme, ao imprimir carisma e ternura em um papel importante dentro da construção letiva e o jovem Lian Pierron constrói um constrói um personagem cheio de potencial, mas que não consegue se encontrar no mundo.            

Efeito Pigmaleão traz o recorte da educação em uma escola pública francesa e em meio a relações e conflitos , o filme questiona a eficácia da educação na vida de jovens em situação social desassistida. Um filme pertinente com um tom leve que provoca reflexão, mas mostra uma realidade cíclica aparentemente sem solução.             

Felipe Fernandes

Deixe sua opinião sobre o filme neste post ou nos mande um e-mail dizendo se concorda ou discorda da gente, deixando sua sugestão ou crítica: contato@ratosdecinema.com.

Assine nosso canal e tenha benefícios exclusivos!

catarse LOGO
Patreon_LOGO

Além disso, não deixe de curtir nossa página no Facebook, Youtube, Twitter e Instagram e participar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s