O Diabo de Cada Dia (Netflix)

(The Devil All the Time, 2020), de Antonio Campos. Com Tom Holland, Robert Pattinson, Bill Skarsgard, Sebastian Stan, Harry Melling, Eliza Scanlen, Mia Wasikowska, Riley Keough, Haley Bennet e Jason Clarke.

O Diabo de Cada Dia parece um um primeiro momento uma antologia de histórias que se entrecruzam e mantém relação temática com a religião, a fé e a maldade das pessoas em uma região rural, bem ordinária do interior dos Estados Unidos. Não por acaso a história se passa entre a Segunda Guerra Mundial e a Guerra do Vietnã, dois períodos históricos que influenciaram fortemente a sociedade americana, uma época em que era vendida a idéia de que o mal estava além das fronteiras.

Abraçando sua origem literária através da narração feita pelo autor do livro Donald Ray Pollock, a narração tem um tom de contação de história, funciona para acrescentar algumas informações e como ponte em determinados momentos da narrativa, um artifício perigoso, mas que funciona justamente devido ao tom e o sotaque empregados pelo narrador.

O roteiro escrito pelo diretor Antônio Campos e seu irmão Paulo Campos (ambos filhos de pai brasileiro), usa a reunião de um culto de domingo como o  momento perfeito para apresentar e juntar personagens, já explicitando alguns dos temas recorrentes ao longo do filme.

Narrando a história de duas gerações de duas famílias, que parecem herdar os problemas do passado, o filme é extremamente violento e funciona como uma forte crítica ao fanatismo religioso, muito forte em áreas mais conservadoras, característica ainda presente nos dias de hoje.

A região em que se passa a história e a época são habitadas por uma sociedade patriarcal muito temente a Deus. Uma sociedade onde as mulheres são totalmente passivas e vêm na relação com os homens da igreja, uma oportunidade de salvação, já a maior parte dos homens têm uma relação destrutiva com sua visão distorcida e muito particular de fé.

O filme tem um clima pesado, faz uso de cores dessaturadas, dando um aspecto de falta de vida aos ambientes. O design de produção é muito eficiente em situar a passagem de tempo através dos figurinos e cenários, mas sempre mantendo o aspecto desgastado, como se o tempo mudasse, mas os principais aspectos daquelas comunidades se mantivessem.

Chama a atenção o elenco recheado de grandes nomes, encabeçado por Tom Holland, Robert Pattinson, Jason Clarke e Bill Skarsgard. Pattinson interpreta um pastor excêntrico, têm um estilo charmoso, uma mistura de Elvis com pastor e têm uma atuação que vêm sendo muito elogiada, mas o tom caricatural do personagem (que é totalmente proposital) me incomodou, soou deslocado do restante da obra.

O grande destaque fica com Bill Skarsgard. Seu papel como o veterano de guerra Willard, é o mais pesado do filme. Um personagem complexo que carrega traumas da guerra e renega a religião, para depois criar um forte laço com a imagem da cruz, imagem fortemente relacionada com sua experiência no conflito.  

Com um ritmo lento, um número grande de personagens (alguns totalmente desnecessários) e uma longa duração, O Diabo de Cada Dia não é uma experiência fácil, mas compensa pelos temas abordados e  pelas boas atuações. O filme funciona como uma espécie de estudo entre as relações da fé e violência, usando como recorte um período histórico que foi um hiato entre duas das guerras mais violentas daquele país.            

Acena final sugere um encerramento cíclico, mostrando que a maldade é inerente ao ser humano, vai estar sempre presente e de certa forma, o passado também. 

Felipe Fernandes

Deixe sua opinião sobre o filme neste post ou nos mande um e-mail dizendo se concorda ou discorda da gente, deixando sua sugestão ou crítica: contato@ratosdecinema.com.

Assine nosso canal e tenha benefícios exclusivos!

catarse LOGO

Além disso, não deixe de curtir nossa página no Facebook, Youtube, Twitter e Instagram e participar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s