Os Eternos e a Origem do Universo

Eternals-Teaser-Trailer-Poster-Movie-Preview-Tom-Lorenzo-Site (22) - Tom +  Lorenzo

Eternals (2021). De Chloé Zhao. Com Angelina Jolie, Salma Hayek, Kit Harington, Gemma Chan e Richard Madden.

Disponível: Cinemas

NOTA_2 Cheese

Após atingir o seu clímax dramático e narrativo com Vingadores: Ultimato, a Marvel vem buscando traçar novos caminhos. Uma tarefa complexa e o caminho encontrado foi a natural expansão desse universo, seja com as séries do Disney+ (Streaming do estúdio) ou com os lançamentos nos cinemas, apresentando novos personagens, criando novas possibilidades e tornando tudo ainda mais grandioso.

Essa expansão vem trazendo adaptações inimagináveis. Shang-Chi (Mestre do Kung-Fu para os leitores das HQ’s) e os Eternos são personagens do último escalão da editora (lembrando que Os Guardiões da Galáxia também eram até o filme de James Gunn), que pouca gente conhece e que ganham adaptações trazendo elementos que podem estar diretamente ligados ao que o estúdio pretende para o seu futuro próximo.

A escolha da diretora Chloé Zhao foi uma surpresa, já que o cinema intimista e singelo da diretora é o exato oposto de tudo o que a Marvel produz. Quando ela venceu o Oscar de melhor diretora por Nomadland (a premiação aconteceu durante a produção do longa da Marvel), a situação ficou ainda mais curiosa. Será que o estúdio deu liberdade criativa para a diretora fazer algo realmente diferente dentro do MCU ? O fato de serem personagens desconhecidos e ainda inexplorados abre essa real possibilidade.

A Origem Do Universo

Marvel's Eternals Trailer Finally Reveals Celestials and Deviants, But Not  Galactus - Den of Geek

Criados pelo genial Jack Kirby na década de 70, a história dos personagens está diretamente ligada as origens do MCU. Os Eternos são uma raça criada por deuses espaciais conhecidos como Celestiais. Dotados de características únicas, entre elas alguns super poderes, eles vivem em pé de guerra contra Os Deviantes, uma outra raça também criada pelos Celestiais, com propósitos conflitantes.

O roteiro escrito por Zhao junto a três outros parceiros trabalha a relação dessa raça que age secretamente atuando no desenvolvimento dos homens como espécie. O filme remete a vários momentos importantes da história da humanidade, apresentando a influência desses personagens nos rumos da história.

A trama principal se passa nos dias atuais. Após derrotarem os Deviantes de forma definitiva, eles se separaram, cada um levando sua vida, enquanto aguardam novas instruções dos Celestiais. Com o retorno dos Deviantes, eles precisam se reunir para a guerra e uma revelação vai mexer com tudo que eles acreditam.

O filme tem essa estrutura de road movie, em que eles viajam de ponto em ponto para reencontrar um dos membros e inseri-lo na luta. Intercalando com flashbacks de momentos do passado do grupo (principalmente no primeiro ato), o filme tem um ritmo irregular. A necessidade de desenvolver 10 personagens, criando uma sensação de unidade, um senso quase familiar, é um desafio para o filme, que por mais que não consiga desenvolver nenhum dos personagens, trabalhando apenas características de personalidade, ao menos o filme é bem sucedido em entendermos aqueles personagens como uma família.

O roteiro cria pequenas funções narrativas para cada personagem, tendo o alívio cômico, a bússola moral, a insatisfeita, o superpoderoso, a misteriosa, arquétipos que seguem aquela cartilha de roteiro padrão para desenvolvimento de grupos, fazendo com que no final, não nos identifiquemos de fato com nenhum dos personagens.

O filme traz uma representatividade interessante, criando um grupo heterogêneo, uma característica sempre importante, que a Marvel já entendeu sua importância social e mercadológica, porém essa é uma ferramenta que precisa ser inserida na história de forma orgânica. Não faz sentido Makkari (Lauren Ridloff) ser uma celestial, praticamente imortal, que inexplicavelmente não tem um dos sentidos. Assim como trazer Kingo (Kumail Nanjiani), um personagem com traços indianos que trabalha como ator em Bollywood. Esse tipo de estereótipo forçado vai contra a ideia de representatividade e não funciona nem como piada dentro do filme.

Eternos: Marvel irá manter lançamento apenas nos cinemas - Olhar Digital

Visualmente o filme traz elementos interessantes. É sempre um deleite ver os traços de Kirby ganhando vida (o que já havia acontecido em Thor: Ragnarok) e se o filme não inova em nenhum sentido, ao menos traz um visual bonito, marca do cinema de Zhao, mesmo que a beleza aqui fuja do estilo da diretora. Em termos de personagens e de design o filme é bem genérico. Os Deviantes são criaturas com um visual desinteressante, que parecem ter saído de algum filme que você já viu, a própria forma com que os poderes do grupo são trabalhados são pouco originais, fazendo do grupo quase que um cosplay da Liga da Justiça.

O elemento mais positivo do filme é seu elenco. Mesmo com um roteiro que prejudica muito o potencial dos personagens, o elenco é cativante e responsável pelo sucesso na construção do senso de grupo. Destaque para a protagonista Gemma Chan, que consegue trazer carisma e força para sua personagem e Salma Hayek e Angelina Jolie, ambas sem muito tempo de tela (principalmente Hayek), mas que conseguem criar personagens imponentes.

Respondendo a pergunta do terceiro parágrafo, com 10 minutos de filme fica claro que estamos dentro de um filme da Marvel. É um dos exemplos mais claros das necessidades da indústria engolindo as características artísticas de sua diretora. É possível ver muito pouco do cinema pregresso de Zhao dentro do longa. A Marvel perde a oportunidade única de tentar algo diferente. É fato que o filme vai fazer bilheteria com o selo Marvel e o fato de serem personagens desconhecidos e com uma diretora como Zhao, criava uma possibilidade de inovação, que simplesmente não acontece.

No fim das contas, Eternos é um filme excessivamente longo, que nunca empolga e passa longe de atingir seu potencial. Com cenas de ação e elementos visuais muito genéricos, é um filme bem esquecível que não contribui nesse processo de expansão do MCU.

Deixe sua opinião sobre os filmes neste post ou nos mande um e-mail dizendo se concorda ou discorda da gente, deixando sua sugestão ou crítica: contato@ratosdecinema.com.

Assine nosso canal e tenha benefícios exclusivos!

catarse LOGO

Além disso, não deixe de curtir nossa página no Facebook, Youtube, Twitter e Instagram e participar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s