REVIEW: Thor – Amor e Trovão (2022)

Thor está de volta e parece estar vivendo uma fase Axl Rose: deseja paz, amor e muito rock.

O Ratos de Cinema não poderia ficar de fora dessa crise de meia idade do Deus do Trovão, portanto escalamos Felipe Fernandes para analisar a quarta aventura solo do herói nos cinemas. Confira:

Sinopse oficial:

O filme apresenta Thor em uma jornada diferente de tudo que ele já enfrentou – uma busca pela paz interior. Mas sua aposentadoria é interrompida por um assassino galático conhecido como Gorr, o Carniceiro dos Deuses, que busca a extinção dos deuses. Para combater a ameaça, Thor pede a ajuda do Rei Valquíria, Korg e da ex-namorada Jane Foster, que – para surpresa de Thor – inexplicavelmente carrega seu martelo mágico, Mjolnir, como a Poderosa Thor. Juntos, eles embarcam em uma alucinante aventura para descobrir o mistério da vingança do Carniceiro dos Deuses e detê-lo antes que seja tarde demais. Atenção: Thor: Amor e Trovão contém cenas com luzes piscantes que podem afetar pessoas suscetíveis a epilepsia por fontossenssibilidade ou que sofram de outras fotossensibilidades.

Deixe sua opinião sobre os filmes neste post ou nos mande um e-mail dizendo se concorda ou discorda da gente, deixando sua sugestão ou crítica: contato@ratosdecinema.com.

REVIEW: Top Gun: Maverick (2022)

Assine nosso canal e tenha benefícios exclusivos!

Além disso, não deixe de curtir nossa página no Facebook, Youtube, Twitter e Instagram e participar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s